Montreal tennis masters 2018

Montreal tennis masters 2018

É um bom momento para animação americana na TV.

Há algum tempo o Disney Channel tem oferecido ótimos desenhos, ainda que nem sempre tenha coerência sobre o nível de qualidade (mantem Kim Possible e cancela Dave o Barbaro, por exemplo).

Mas esse, Star vs The Forces of Evil foi uma surpresa.

Star é a princesa de Mewni, um reino mágico em outra dimensão. Em seu aniversário de 14 anos é mandada para a Terra para aprender a ter responsabilidade ao lidar com o absurdamente poderoso Bastão Mágico Real. Ela acaba na casa de um garoto normal, Marco, e vira a vida dele do avesso.

Sim. É simplesmente a mais antiga formula dos animes estilo Mahou Shoujo. A garota mágica, normalmente uma princesa, vem pra Terra, normalmente em treinamento e sua mágica e falta de conhecimento dos costumes da Terra causam e resolvem todo tipo de problemas.

Mas da mesma maneira como essa formula ainda não encontrou seu esgotamento nos animes, esse desenho da Disney usa o humor bem absurdo de um dos criadores de Esquadrão do Tempo para trabalhar de forma original com um clichê tão antigo.

Marco é o garoto em cuja casa Star está morando. Ele é apresentado como um controlfreak e raramente faz algo sem planejamento. O que acaba ficando difícil com a presença da imprevisível Star. Ele luta karate então consegue acompanhar Star nas lutas, apesar de parecer em desvantagem.

As forças do Mal são Ludo e seus capangas. Ele quer o Bastão Mágico Real para usar seu poder para destruir Mewni e conquistar o universo. Não é simples porque, ele é um baixinho ridículo e seus capangas, embora sejam monstros imensos, são imbecis. O karate de Marco os surpreende e assusta. Na verdade, eles não parecem ser muito resistentes de toda forma e eles são tratados na maioria dos episódios como um incomodo.

Na maioria do tempo, Star e Marco estão lidando com o ex-namorado demoníaco de Star, sua amiga, princesa Cabeça de Unicornio, viagens para outras dimensões e coisas do tipo.

Os outros personagens tem lá seu destaque, mas eles são mantidos como coadjuvantes mesmo.

A primeira temporada está acabando e são 24 episódios na primeira temporada, fáceis de achar pra assistir, e seguindo a tendência atual, tem algumas piadas que você não esperaria ver em um cartoon, muito menos da Disney, pelo menos numa primeira leitura.

Enfim, é um desenho muito legal, uma abordagem diferente de algo tipicamente japonês, o Mahou Shoujo e no final das contas é bem engraçado.

Games 18+ HQs Cinema

Cancelar Star da minha lista de review a mandar pro evandro…

então manda a de Steven Universe

Mandei pro Baile.

Fazer a resenha do novo desenho do Scooby-Doo… que tem um traço muito ruim…

Juro mais juro que li Star wars vs as forças do mal. Caramba a arte do Miller me afetou de alguma forma!

Montreal tennis masters 2018

Montreal tennis masters 2018

É um bom momento para animação americana na TV.

Há algum tempo o Disney Channel tem oferecido ótimos desenhos, ainda que nem sempre tenha coerência sobre o nível de qualidade (mantem Kim Possible e cancela Dave o Barbaro, por exemplo).

Mas esse, Star vs The Forces of Evil foi uma surpresa.

Star é a princesa de Mewni, um reino mágico em outra dimensão. Em seu aniversário de 14 anos é mandada para a Terra para aprender a ter responsabilidade ao lidar com o absurdamente poderoso Bastão Mágico Real. Ela acaba na casa de um garoto normal, Marco, e vira a vida dele do avesso.

Sim. É simplesmente a mais antiga formula dos animes estilo Mahou Shoujo. A garota mágica, normalmente uma princesa, vem pra Terra, normalmente em treinamento e sua mágica e falta de conhecimento dos costumes da Terra causam e resolvem todo tipo de problemas.

Mas da mesma maneira como essa formula ainda não encontrou seu esgotamento nos animes, esse desenho da Disney usa o humor bem absurdo de um dos criadores de Esquadrão do Tempo para trabalhar de forma original com um clichê tão antigo.

Marco é o garoto em cuja casa Star está morando. Ele é apresentado como um controlfreak e raramente faz algo sem planejamento. O que acaba ficando difícil com a presença da imprevisível Star. Ele luta karate então consegue acompanhar Star nas lutas, apesar de parecer em desvantagem.

As forças do Mal são Ludo e seus capangas. Ele quer o Bastão Mágico Real para usar seu poder para destruir Mewni e conquistar o universo. Não é simples porque, ele é um baixinho ridículo e seus capangas, embora sejam monstros imensos, são imbecis. O karate de Marco os surpreende e assusta. Na verdade, eles não parecem ser muito resistentes de toda forma e eles são tratados na maioria dos episódios como um incomodo.

Na maioria do tempo, Star e Marco estão lidando com o ex-namorado demoníaco de Star, sua amiga, princesa Cabeça de Unicornio, viagens para outras dimensões e coisas do tipo.

Os outros personagens tem lá seu destaque, mas eles são mantidos como coadjuvantes mesmo.

A primeira temporada está acabando e são 24 episódios na primeira temporada, fáceis de achar pra assistir, e seguindo a tendência atual, tem algumas piadas que você não esperaria ver em um cartoon, muito menos da Disney, pelo menos numa primeira leitura.

Enfim, é um desenho muito legal, uma abordagem diferente de algo tipicamente japonês, o Mahou Shoujo e no final das contas é bem engraçado.

Games 18+ HQs Cinema

Cancelar Star da minha lista de review a mandar pro evandro…

então manda a de Steven Universe

Mandei pro Baile.

Fazer a resenha do novo desenho do Scooby-Doo… que tem um traço muito ruim…

Juro mais juro que li Star wars vs as forças do mal. Caramba a arte do Miller me afetou de alguma forma!